O surrado discurso

Diz-se que o político só abandona a vida partidária quando flagrante e humilhantemente derrotado nas urnas. A maioria não aceita, não entende ou compreende a hora de parar, por óbvias razões, entre as quais, a fadiga, o mesmismo, enfim, a falta de reciclagem em suas ações. Está-se vendo que ocorre algo parecido com o chamado movimento Vem Pra Rua, nascido anos atrás em meio aos protestos contra Dilma país afora e agora, morrendo aos poucos cuja causa seria antes de tudo a falta de credibilidade dos seus organizadores. O principal elemento propulsor desse movimento, o povo, parece ter deixado de ser massa de manobra e, por conta disso, os fracassos nas arregimentações tem sido visíveis. Basta ver que no último domingo armaram a barraca para lançar protesto contra a vinda de Lula ao Piauí e, além da organizadora, a médica Adriana Souza, apenas os seguranças, que ficaram conhecidos como os ‘bombadões’ compunham o cenário da desolação. O povo não foi para as ruas, portanto, ninguém apareceu ao local do fracassado movimento.  O que não significa dizer que o povo não esteja absolutamente contra tudo que está aí. O que tem ocorrido no Vem Pra Rua é que o chamamento não está sendo feito de modo equilibrado e convincente. Os líderes se perderam no caminho, com um discurso velho, repetitivo, que não convence mais. Entretanto, mesmo diante de tamanha constatação da sua debilidade, os organizadores do movimento não se apercebem de quão se mostram ridículos, de que a culpa está neles próprios porque não souberam mudar o surrado discurso.

Franzé Silva tem sido procurado pela mídia nacional e órgãos de vários Estados sobre programa de ajuda ao servidor estadual ( Foto: Portal AZ)
Franzé Silva tem sido procurado pela mídia nacional e órgãos de vários Estados sobre programa de ajuda ao servidor estadual ( Foto: Portal AZ)

Já foi!
Ontem, como a coluna anunciou, a Polícia Federal desbaratou quadrilha que fraudava o INSS em Teresina, no Piauí e em várias cidades do interior do Maranhão.
Aqui, apreendeu um automóvel BMW. Só não revelou o nome do proprietário, que deve ser um fraudador.

Larápios lisos
A Polícia Federal e a Receita Federal estão a um passo de por as mãos em alguns gestores públicos e outros tipos da iniciativa privada que se exibem, ostentando riqueza, com carros de luxo, quando nem cadastro no Imposto de Renda eles tem. 
Eles são os larápios lisos, no sentido bem escorregadio.

Sem nome
Um sujeito de Teresina comprou uma Ferrari por R$ 1,2 milhão e ninguém conhece a identidade dele e tampouco a origem do dinheiro. 
Mas se a polícia quiser, basta pará-lo nas ruas.

Preciosismo
A Câmara de Vereadores de Teresina aprovou projeto de lei que proíbe que se aplique multa a quem avançar o sinal vermelho, em qualquer dia da semana, entre as 23 horas às cinco da manhã. 
A justificativa de seus autores, os vereadores Caio Bucar (PSD) e Graça Amorim (PMB) pode até ser nobre, pois, busca evitar que o motorista se obrigue a parar num semáforo e venha a ser assaltado. 

Administrativo
Ocorre que essa medida poderia ser tomada administrativamente pela prefeitura. Bastaria deixar os semáforos na luz amarela, piscando, nos dois sentidos, permitindo que o motorista siga, sem transtornos ou risco de qualquer abordagem por bandidos.

Olho vivo
O procurador da República Marco Túlio sugere que o governo do Estado implante ponto eletrônico e divulgue, em locais de visível acesso pela população, os nomes de médicos, enfermeiros, odontólogos, que estejam de plantão nas unidades de saúde conveniadas pelo SUS. 
Está aí uma medida que vai acabar com a ‘boa vida’ de muitos que, mesmo nas escalas, não dão as caras nos hospitais.

Know how
Olha que coisa boa: o programa  de educação financeira, implantado pelo secretário Franzé Silva, da Administração, está atraindo a atenção até da imprensa nacional. 
Em tempo de crise, a ideia de ajudar o servidor público do Estado a sair do vermelho, está sendo considerada um case de sucesso.
Pelo programa, os servidores já renegociaram mais de R$ 1,7 milhão com os credores.

Liga liga
Se a moda pega, em várias cidades brasileiros a polícia vai começar a receber ligações de vizinhos que certamente sabem quem são os felizes locadores ou proprietários de imóveis onde são guardadas verdadeiras fortunas em dinheiro vivo.
Na maioria das casas ou apartamentos os esconderijos são as paredes. 

Liga liga 2
Aqui mesmo em Teresina se tem notícia de alguns apartamentos alugados em nome de laranjas mas o verdadeiro dono da fábula monetária não aparece no local, somente os prepostos e intermediários de confiança.
Se for atrás, pega.

Contas abertas
Sobre o que se disse aqui que somente o TJ-PI havia disponibilizado o acesso aos salários dos magistrados, a assessoria de imprensa do MPPI esclarece que há mais de 3 anos, a página da instituição na internet (www.mppi.mp.br) disponibiliza todos os dados referentes à remuneração de seus membros e servidores. 
Cleando Moura, o atual chefe da PGJ, tem aperfeiçoado o sistema. 

Ranking
Segundo os dados, o Ministério Público do Estado do Piauí ocupa a 3ª posição no ranking nacional da transparência, conferido pelo CNMP. 
O índice alcançado de 99,37% é considerado excelente na avaliação realizada dentre os 26 Ministérios Públicos dos Estados, no próprio CNMP e nos quatro ramos do Ministério Público da União (Federal, Militar, Distrito Federal e Territórios e do Trabalho).

Ato falho
O executivo da JBS Ricardo Saud disse ter tido uma longa conversa com o senador Ciro. Entretanto, o gravador não teria funcionado e, portanto, nada do que ele disse pode ser provado. 

Ping Pong

Nova Iorque

A deputada Iracema Portella se encontra com o irrequieto Raimundinho Santana, de Corrente, no stúdio da TV Cidade Verde.
Iracema: “Raimundinho, você nunca mais nos telefonou?”
Raimundinho: “É que eu estava em Nova Iorque...”
Iracema: “E nós também, porque você não nos procurou?”
Raimundinho: “Porque na Nova Iorque, lá no Maranhão, não tem celular”.

Publicado originalmente em 5 de Setembro de 2014.

Expressas

Escola Municipal Camillo Filho recebe quadra coberta e novas salas de aula. O investimento foi de R$ 439.358,04.

Prefeitura de Teresina interdita ruas e muda itinerário dos ônibus para desfile de 7 de setembro.

Amanhã trabalharão no local e nas proximidades agentes de trânsito da Strans, Polícia Militar, Ciptran e Polícia Rodoviária Federal.