Torres pede a demissão de assistente social, mulher de vereador, do Hospital Alarico Pacheco

A decisão da assistente social teria chocado o vereador devido o estado grave de saúde do paciente.

Francisco Torres: demissão sumária
Francisco Torres: demissão sumária

A asssistente social, segundo Francisco Torres, é esposa de um colega vereador e o motivo de sua exoneração do cargo seria pelo fato da assistente social ter “recomendado” a transferência para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT), de um paciente que está em estado grave de saúde, internado na Hospital Alarico Nunes Pacheco, com baixa imunidade, um jovem, que por conta da doença, já perdeu mais de 20 kilos e que a sua transferência, nesse momento, seria condená-lo à morte, estrebuchou o vereador.

O vereador agradeceu ao diretor Geral do Hospital Dolival Andrade que, segundo ele, interveio na decisão da assistente social e garantiu a permanência do paciente e prolongamento de sua vida.

Lognet-Informe Publicitário
Lognet-Informe Publicitário

Torres criticou a decisão informando que a assistente social "não deveria conhecer da rotina do hospital para conhecer o estado de saúde dos pacientes e ter tomado tal decisão".

A fala de Francisco Torres foi em aparte durante o grande expediente hoje (13), quando discursava o vice-líder do governo Juarez Morais (SD), na defesa do governo sobre outra denúncia feita por Torres de que o povoado Buriti Cortado está sem atendimento médico e sem aulas por falta de água.