Cristiane Brasil é a cara do governo Temer

A corda e a caçamba ou vice-versa

A escolha da deputada federal Cristiane Brasil Francisco (PTB-RJ), para ministra do Trabalho do governo Temer, escancarou de vez as entranhas de um governo movido pelo fisiologismo, o pragmatismo e pelo espírito de sobrevivência de um governo extremamente impopular e que não foi escolhido pelo eleitor.

Ninguém neste país representa mais o governo Temer do que Cristiane Brasil, uma ministra impedida pela justiça de assumir um ministério por ter pendencias com a justiça trabalhista.

Assumir um ministério num governo formado na sua expressiva maioria, por políticos que estão sendo investigados e que se ainda não foram denunciados e condenados pela justiça é porque gozam da prerrogativa de foro. Isso é reforçar na população brasileira a imagem de um governo sem credibilidade e ilegítimo.

Cristiane Brasil se tivesse alguma noção do ridículo a que está sendo submetida e submetendo o governo a quem pretender servir, já teria tomado a sábia decisão de desistir de assumir um cargo para o qual ela não reúne credenciais para tanto. São tantas as denúncias que pesam contra essa senhora, que o mais inteligente de parte dela seria desistir da insensatez de querer assumir o cargo de ministra. E logo de ministra do Trabalho!

Essa filha do mensaleiro e detonador do escândalo do Mensalão, Roberto Jeferson é o alter ego do seu pai, um dos operadores e beneficiário do Mensalão do Partido dos Trabalhadores (PT). Um político sem nenhuma credibilidade e respeitabilidade.

Viva o Brasil de Temer! Podbre Brasil!