Mulheres são homenageadas no aniversário de Teresina

A importância da contribuição feita pelas mulheres de Teresina permeou a solenidade de outorga da Medalha do Mérito Conselheiro Saraiva. Realizada na noite de ontem, 16, a entrega aconteceu no Theatro 4 de Setembro e contou com a presença do prefeito Firmino Filho. O evento encerrou a programação de aniversário de Teresina, que contou ainda com uma missa de Ação de Graças, Sessão Solene na Câmara e corte do bolo no Poti Velho.

"Celebramos a nossa cidade. São 165 anos do inicio da nossa caminhada na Chapada do Corisco. Essa cidade nasceu de um sonho", lembrou Firmino Filho, completando que para que Teresina se tornasse capital, Conselheiro Saraiva homenageou a imperatriz Teresa Cristina como estratégia.O gestor lembrou ainda que é importante no aniversário fazer essa homenagem absolutamente justa às mulheres guerreiras de Teresina.

Para a delegada Vilma Alves, ter seu trabalho reconhecido após 35 anos servindo Teresina foi emocionante. "Já fui homenageada de várias formas, mas a Medalha do Mérito Conselheiro Saraiva me marcou muito. É muito gratificante porque vem da cidade onde nasci, me criei, dediquei minha vida e moro até hoje com minha família", disse.

"É importante que as mulheres sejam reconhecidas, e é bom ver que elas já tem independência, que podem ir a uma delegacia e denunciar maus tratos, que podem trabalhar, podem sair sozinhas", lembrou Vilma, que foi a primeira delegada mulher de Teresina.

Durante a outorga, Firmino não deixou de lembrar a garra das mulheres. "Vivemos um momento de muito pessimismo, mas é fundamental nesse aniversario que o povo consistente, de garra. É importante dizer que poderemos fazer e que vamos fazer. Vamos renovar nossa fé e esperança do que queremos fazer pelas mulheres", afirmou o gestor. "É com a garra, vigor e trabalho que vamos chegar lá".

Uma das duas instituições homenageadas, o Memorial Esperança Garcia, foi representado pela professora Antônia Aguiar, que coordena o espaço. "É uma honra receber essa homenagem e saber que a cultura negra também está ganhando espaço, afirmou Antônia. O Memorial Esperança Garcia serve como ponto de visitação e referência da cultura negra com sala de inclusão digital, sala para exibição de filmes e espaço para realização de apresentações culturais.

Conselho

A escolha dos homenageados foi feita por um conselho consultivo que contou com a presença do prefeito Firmino Filho, de representantes da Academia Piauiense de Letras, do Instituto Histórico Geográfico Piauiense, da Associação Comercial Piauiense, além dos secretários municipais de Governo e Educação.

A comenda foi criada pela Lei nº 684, de 16 de agosto de 1985, e alterada pela Lei nº 1.473, de 17 de julho de 1990, tendo o objetivo de homenagear personalidades e instituições que prestam relevantes serviços para a cidade.