Denúncia contra a Delegacia da Mulher


Dizem que ela existe. Prá ajudar.Dizem que ela existe.Prá proteger!
Polícia! Para quem precisa. Polícia! Para quem precisa. De polícia...(Titãs)

Uma leitora antenada e revoltada, enviou-me uma foto e um e-mail ,sobre a Delegacia da Mulher do Dirceu Arcoverde:




“Prezada advogada Carol Jericó e Jornalista Arimateia Azevedo,

Venho através dessa denuncia informar como se encontra a delegacia da mulher no Dirceu. Precisei levar minha vizinha que foi espancada pelo marido, e ao chegar lá, fiquei assustada em saber que apenas dois policiais faziam plantão. O pior de tudo é que nos bastidores, descobri que, quando um policial sai para fazer diligência ,o outro fica, já que não pode deixar à delegacia de policia sozinha. Pois serve de vigia (absurdo)

A coitada da Delegada é tão vitima dessa falta de organização desse governo, e olhe que temos uma vice-governadora mulher, que poderia ser mais combativa nessa questão, e claro a primeira-dama também.

Peço socorro à imprensa, pois as mulheres que precisam da delegacia do Dirceu estão desprotegidas. Fico indignada, pois todos sabem que as mulheres mais carentes, principalmente, das comunidades, são as que necessitam de mais atenção,e não têm a quem recorrer.

Peço assim, que denuncie essa violência sofrida pelas mulheres no Piauí, a violência proveniente do próprio estado,contra as mulheres.”

Pronto ! Analisando o teor da denúncia ,fiquei sem palavras, e até a minha escrita ficou comprometida, pela total falta de coerência dos nossos governantes.“O inferno são os outros”, já dizia um grande pensador , mas na verdade, o inferno é mais palpável, o inferno está em todas as esferas do governo, e parece-me que: “o salve-se quem puder”, deve ser levado a serio.

O cinismo e a depravação mata! Já que na hora de ficar bem na foto, todos defendem á causa ( violência contra mulher). Principalmente quando, a festejada Maria da Penha aparece no Piauí para palestrar, ou até mesmo, naquelas campanhas contra à violência domestica.

Mas na hora de colocar à mão na massa , para ajudar ás mulheres vitimas da violência, correm léguas, pois tudo não passa de um jogo de marketing?!

Claro que há as raríssimas exceções como : a Delegada Wilma, Promotora Amparo, Juiz Olindo Gil  e o Promotor  Francisco Jesus...e outros, dos quais, minha memória senil não deixa lembrar.  Esses,sim,  fazem um excelente trabalho em favor das mulheres  vitímas da violência. Parabéns, pessoas do bem e do bom!




Mas o resto, digo os politicos , esses , infelizmente, querem os flashes dos fotográfos e o voto do povo, e claro adoram  regalias, de uma vida política desgraçadamente ordinária, as custas , of couse, de uma galerinha miserável e inerte.

Por fim, a Segurança Pública e os becos de negociatas de comandos e "des/comandos" são tão vis, já que engessam qualquer possibilidade de avanço na qualidade de vida da população.

Meu profundo respeito às mulheres vitimas de violência doméstica e desamparadas pela Policia e pelo Estado do Piauí.

Por um mundo de paz, diga NÃO à violência.







“Mirem-se no exemplo

Daquelas mulheres de Atenas

Vivem pros seus maridos

Orgulho e raça de Atenas

Quando amadas, se perfumam

Se banham com leite, se arrumam

Suas melenas

Quando fustigadas não choram

Se ajoelham, pedem imploram

Mais duras penas; cadenas”( Chico Buarque)

  Aquele abraço pra quem fica!

 Carol Jericó!

Advogada,blogueira do portal AZ e Membro da Comissão dos Direitos Humanos da OAB Nacional.