Richarlyson aparece no BID e fica liberado para estrear pelo Guarani depois de 43 dias

Volante deve ser relacionado pelo técnico Oswaldo Alvarez para a partida contra o Oeste, nesta terça-feira, em Campinas. Impasse chega ao fim depois de muita burocracia e reclamações internas

Acabou a espera. Quarenta e três dias depois de ser apresentado como a principal contratação para a Série B, Richarlyson está apto a atuar pelo Guarani. O registro do volante apareceu na edição desta segunda-feira do Boletim Informativo Diário (BID) da CBF. O jogador tem, portanto, condições de jogo depois de mais de um mês só treinando.



Richarlyson tem tudo para estrear nesta terça, às 21h30, quando o clube recebe o Oeste, no Brinco de Ouro. O técnico Oswaldo Alvarez, um dos mais ansiosos para utilizar o jogador, deve confirmar a presença dele ao menos no banco nesta tarde, após o último treino.

A liberação chega depois de muita burocracia, o que causou problemas. Richarlyson se irritou com a demora do processo e teve que ser acalmado várias vezes por Vadão, pelo auxiliar Vaguinho e companheiros. Pessoas próximas ao volante de 34 anos ameaçaram até tirá-lo do Guarani.

Oficialmente, a diretoria bugrina nunca explicou os motivos que levaram à demora na inscrição. Mas erros em dados do registro e problemas do departamento jurídico do clube atrasaram o procedimento mais do que o normal. Vadão sempre deixou claro o desconforto com a situação.

Com passagens vitoriosas por São Paulo (tricampeão brasileiro e campeão mundial) e Atlético-MG (onde conquistou a Libertadores), Richarlyson deve vestir a camisa 20, mesmo números tempos de Tricolor. Este ano, ele disputou 12 partidas pelo FC Goa, da Índia.

Mais lidas nesse momento