Kleberson: pentacampeão fala do futebol nos EUA

História do futebol, jogador tem que contar para as crianças nascidas após o título

Há 15 anos, José Kleberson Pereira era um dos 23 jogadores da Seleção Brasileira Masculina de Futebol a conquistar o pentacampeonato. Em uma equipe com Ronaldo, Rivaldo, Ronaldinho e Roberto Carlos, Kleberson passava despercebido até mostrar suas qualidades para o mundo na decisão contra a Alemanha. História do futebol que, hoje, morando nos Estados Unidos, Kleberson tem que contar para as crianças nascidas após o título. 

Créditos: Lucas FIgueiredo/ CBF
Créditos: Lucas FIgueiredo/ CBF

– Quando eu conto para eles sobre a minha história e a importância do futebol brasileiro, eles se motivam e voltam para o campo querendo aprender mais. Eles chegam com matérias e vídeos tirados da internet sobre mim, relembrando minhas conquistas e com quem eu joguei. Isso é muito bacana e faz a minha experiência como treinador de futebol da base ser incrível – disse Kleberson, treinador do Philadelphia Union Sub-12. 

O "Penta", como ficou conhecido entre os amigos e familiares, chegou aos Estados Unidos há quatro anos, ainda como atleta de futebol. Após a aposentadoria, o meia decidiu iniciar uma nova etapa. Iniciou na Licença A da CBF Academy em 2016 e conclui o curso neste ano. Como treinador do Sub-12, Kleberson acredita que o futebol evoluirá ainda mais no país. 

– A procura pelo futebol está crescendo nos últimos anos nos EUA. Os pais estão estimulando os filhos para o futebol porque é menos agressivo quando comparado ao futebol americano, por exemplo. A carreira costuma ser longilínea e com menos lesões graves no futebol – falou.

Vice-presidente de Desenvolvimento da USL, segunda divisão do futebol nos EUA, Gordon Bengtson palestrou sobre o mercado na USA Soccer para os alunos da Licença A. Essa foi a primeira vez do americano na América do Sul. Os alunos e a participação deles em sala de aula surpreenderam Bengtson, que é um admirador do futebol brasileiro.

– É uma grande oportunidade em estar aqui falando para uma turma com tantos nomes importantes no futebol brasileiro. Não é uma aula e sim um debate, o que torna o curso ainda mais interessante.Todos querem saber sobre o futebol brasileiro, e poder falar do que estamos desenvolvendo nos Estados Unidos para eles é muito importante. Todos que estão aqui têm muito o que acrescentar para o mundo do futebol – completou. 

Mais lidas nesse momento