Brasil e Chile assinam acordo de cooperação esportiva

Para o Chile, a troca de experiências com o Brasil é vista como fundamental

Brasil e Chile assinaram um memorando de cooperação no âmbito esportivo durante reunião extraordinária do Conselho Sul-Americano de Esporte (Consude), nesta quarta-feira (25.04), em Cali, na Colômbia. O acordo foi firmado entre o ministro do Esporte do Brasil, Leandro Cruz, e a ministra do Esporte do Chile, Pauline Kantor.

“O Brasil tem um papel muito importante para todos os países da América do Sul. Essa troca nos é enriquecedora e também nos permite enriquecer os países irmãos. O Brasil deu um salto de qualidade na sua expertise de grandes eventos e vamos contribuir sempre para que os países irmãos possam desenvolver o esporte no continente”, disse Leandro Cruz, que destacou a importância do acordo para desenvolver o esporte e a atividade física no sul do continente.

Foto: Mateus Baeta/ME
Foto: Mateus Baeta/ME


Pauline Kantor, ministra do Esporte do Chile, e Leandro Cruz, ministro do Esporte brasileiro: experiência com megaeventos compartilhada. Foto: Mateus Baeta/MEPauline Kantor, ministra do Esporte do Chile, e Leandro Cruz, ministro do Esporte brasileiro: experiência com megaeventos compartilhada. Foto: Mateus Baeta/ME

Para o Chile, que vai receber os Jogos Pan-Americanos de 2023, em Santiago, a troca de experiências com o Brasil é vista como fundamental. “Para nós é muito importante este acordo com o Brasil, um país que tem muito a nos falar, com toda a experiência de ter organizado grandes eventos como a Copa e as Olimpíadas. Essa cooperação é o que estamos buscando”, disse a ministra do Esporte do Chile.

Durante o encontro, Pauline procurou saber sobre iniciativas de sucesso implementadas pelo Brasil, como o programa de incorporação de atletas de alto rendimento às Forças Armadas e as formas de financiamento e gestão de instalações esportivas. Para que o acordo de cooperação alcance resultados efetivos, o ministro Leandro Cruz convidou a ministra Pauline Kantor e uma comitiva chilena para uma visita ao Brasil. A proposta é apresentar o modelo de gestão do legado olímpico, em especial o Parque Olímpico da Barra, no Rio de Janeiro, e os projetos de inclusão social por meio do esporte desenvolvidos pelo ministério.

A ministra chilena retribuiu o convite oferecendo as instalações esportivas do Chile para intercâmbios de atletas com o Brasil, em especial para esportes de neve, já que o país sul-americano oferece condições ideais para treinamentos de snowboard e esqui.

Mais lidas nesse momento