Leandro Guilheiro assina placa no Hall dos Campeões do Grand Slam de Paris

Brasileiro foi homenageado pelo título de 2010. No Brasil, apenas ele, Edinanci Silva, Mayra Aguiar e João Derly já conquistaram o ouro do Torneio de Paris

Um dos maiores judocas do Brasil, Leandro Guilheiro teve seu nome eternizado no Hall dos Campeões do Grand Slam de Paris pelo título conquistado em 2010 no torneio mais badalado e um dos mais difíceis do Circuito Mundial. Na capital francesa no último final de semana para disputar mais uma edição do Grand Slam francês, o meio-médio da seleção brasileira assinou placa que será exposta na Sala dos Campeões no Palácio de Bercy, palco da disputa.

"Para mim (esse reconhecimento) é especial, porque Paris é uma competição especial. É especial para mim em vários aspectos. No masculino, só eu e João Derly ganhamos essa competição. Então, dá para ver o quão difícil é", relembrou Guilheiro. "E, no momento que estou vivendo de retorno às competições, é bom que me lembra a capacidade de ganhar coisas. Os últimos anos talvez tenham sido os mais difíceis da minha carreira. Mas, isso aqui me mostra a capacidade que tenho de reverter qualquer situação e buscar, quem sabe, um novo título no futuro", completou. 

Além dele e de Derly, que conquistou o ouro em 2006, outras duas brasileiras já subiram no lugar mais alto do pódio em Paris: Edinanci Silva foi a pioneira, em 2000, e Mayra Aguiar é até hoje a única bicampeã, com ouros em 2012 e 2016.

Na vasta coleção de conquistas de Leandro Guilheiro para o judô brasileiro destacam-se os bronzes olímpicos de Atenas 2004 e Pequim 2008, ao lado do vice-campeonato mundial em Tóquio 2010 e do bronze no Mundial de Paris 2011. Ele foi ainda tricampeão pan-americano (2009, 2011 e 2012) e levou o ouro também nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara 2011.

Mais lidas nesse momento