Boeing 737 cai logo depois de decolar de Havana; presidente cubano cita 'grande número de vítimas'

Voo doméstico com 113 a bordo ia para Holguín

Um Boeing 737 caiu logo após decolar do Aeroporto Internacional José Martí, em Havana, informou a imprensa cubana nesta sexta-feira (18). Os bombeiros estão no local. O presidente Miguel Díaz-Canel disse que havia 113 pessoas a bordo, entre passageiros e tripulação.

Avião cai logo após decolar de Havana nesta sexta (18). (Foto: Adalberto Roque / AFP)
Avião cai logo após decolar de Havana nesta sexta (18). (Foto: Adalberto Roque / AFP)

"Houve um acidente de aviação lamentável. De acordo com o pessoal da Cubana, há 104 passageiros e 9 tripulantes. As notícias não são muito promissoras, parece que há um grande número de vítimas", disse Díaz-Canel após chegar ao local do acidente.

O jornal "Granma" diz que há três sobreviventes em estado crítico já hospitalizados.

A emissora CubaTV divulgou imagens do resgate logo após o acidente:

A emissora CubaTV afirmou que o voo, que ia para Holguín, no leste do país, era da companhia Cubana de Aviación, mas a aeronave era arrendada de outra empresa.

Equipes de resgate estão no local que o avião caiu em Havana. (Foto: Yamil LAGE / AFP)
Equipes de resgate estão no local que o avião caiu em Havana. (Foto: Yamil LAGE / AFP)

A rede americana CNN noticia que uma enorme bola de fogo foi vista depois que o avião caiu. Relatos citados pela emissora também indicam que há uma espessa nuvem de fumaça visível ao redor do aeroporto, o principal do país.

Mais lidas nesse momento