Ministros cancelam visita a Teresina devido crise no abastecimento de combustível

O cancelamento ocorreu devido à paralisação dos caminhoneiros, em manifestação contra aumento dos combustíveis

O ministro das Minas e Energia, Moreira Franco e o ministro da Integração Nacional, Antônio Pádua cancelaram a  visita a Teresina que aconteceria na manhã nesta quinta-feira(24). O cancelamento da visita à Teresina ocorreu devido à paralisação dos caminhoneiros, em manifestação contra o último aumento dos combustíveis.

O Ministro de Minas e Energia ressaltou que tem agendas inadiáveis e de suma importância para a sociedade. Na mensagem, o Ministro destaca que a visita oficicial à Teresina poderá ser realizada em outra data, "após a regularização da situação vivenciada, na qual todos os integrantes do Governo  Federal estão engajados em busca da solução referente ao abastecimento do país".

Moreira Franco assinaria , em Teresina o pagamento de mais de R$ 93 milhões referentes a um acordo judicial celebrado com a Prefeitura e, além disso, inauguraria a subestação Teresina III, da Chesf, e subestação Taboca, da Eletrobras. O ministro assinararia ainda a liberação de R$ 29,7 milhões referente à 3ª parcela do Programa Luz Para Todos, e, além disso, vai inaugurar as subestações Teresina III, da Chesf, e Taboca, da Eletrobras.

Ministro das Minas e Energia, Moreira Franco (Foto: Arquivo/Agência Brasil)
Ministro das Minas e Energia, Moreira Franco (Foto: Arquivo/Agência Brasil)

O ministro Moreira Franco faria ainda a liberação formal de R$ 29,7 milhões referentes à 3ª parcela do Programa Luz Para Todos (PLPT) no estado do Piauí, além do anúncio da prorrogação de prazo de encerramento do PLPT no estado até o ano de 2024. Também aconteceria a inauguração simbólica do conjunto de obras estruturantes para reforço energético no sul do Piauí e inauguração simbólica da Subestação Teresina III, da Chesf, e Subestação Taboca, da Eletrobrás distribuição Piauí.

Mais lidas nesse momento