Comunidade faz abaixo-assinado contra falta de água em Picos

A comunidade do bairro Pedrinhas está se mobilizando em um abaixo-assinado que será direcionado a sede da Agespisa em Teresina e ao Ministério Público Estadual. A reivindicação dos moradores é contra a frequente falta de água no bairro.

De acordo com Railda Sousa, presidente do Conselho Comunitário, o problema é antigo e se arrasta sem perspectiva de solução, embora as taxas cobradas pela empresa sejam pagas mensalmente pela comunidade.

“Estas assinaturas representam o descontentamento da comunidade em relação ao abastecimento de água, porque já está com praticamente um ano que a comunidade sofre e buscamos soluções junto a Agespisa de Picos […] mas infelizmente a gente não sente que está sendo feita alguma coisa”, lamenta a líder comunitária.

Torneiras vazias todo dia

A presidente do conselho disse ainda que a falta de água ocorre diariamente, principalmente nos últimos dois meses. “As ruas mais altas são as que mais sofrem, as que primeiro sentem o impacto da falta de água”, relata. A líder comunitária ainda desabafa sobre a situação: “Somos consumidores, pagamos e queremos qualidade pelo serviço. Se é racionamento, que informasse, dissesse o dia para gente se programar. O que mais incomoda é o descaso”.

Outro lado

O gerente regional da Agespisa, Sérgio Alves, explicou que o problema é resultado do aumento no consumo de água devido às altas temperaturas dos últimos meses. Segundo ele, a falta de água não se restringe somente ao bairro Pedrinhas, mas o órgão está trabalhando em busca de melhorias para o abastecimento da região.

Sérgio informou que a Agespisa registra cerca de 30% de aumento no consumo de água neste período do ano. “O bairro Pedrinhas, assim como outros bairros, cresceu muito e o sistema de abastecimento é o mesmo de muito tempo atrás, tanto que já estamos pleiteando uma melhoria para tentar subdividir aquela área”, explica.

Atualmente os bairros Pedrinhas, Junco, Jardim Natal, Parque de Exposição, Conduru, Cohab, Malhada Grande e Paraibinha são abastecidos por um único sistema que fica localizado no bairro Conduru. De acordo com o gerente regional, já há um projeto na sede do órgão que tem como objetivo um único sistema de abastecimento para cada três bairros, o que garantiria uma melhora significativa no abastecimento daquela região.

Abaixo-assinado

Sobre a coleta de assinaturas que circula no bairro Pedrinhas, Sérgio Alves informou que foi comunicado informalmente da intenção do documento, mas que ainda não houve nada formalizado junto ao órgão.

“Independente de abaixo assinado ou não nós continuaremos trabalhando e fazendo melhorias, embora haja as dificuldades não só da Agespisa, mas dificuldades físicas, geológicas. Continuamos tentando fazer o que está ao nosso alcance para melhorar o abastecimento como já conseguimos melhorar em vários bairros aqui de Picos”, finaliza.