MP pede condenação de médico que abandonou plantão

"Simplesmente deixou o HRCM, assim como os pacientes em tratamento médico de urgência e emergência"

O promotor de justiça Maurício Gomes abriu uma ação de improbidade administrativa contra o médio campomaiorense Cesar Barros Rabelo. Segundo o Ministério Público, em 2014, o profissional de saúde teria abandonado um plantão médico no Hospital Regional de Campo Maior antes da chegada do médico que o substituiria. 

Hospital Regional de Campo Maior (Foto: Divulgação)
Hospital Regional de Campo Maior (Foto: Divulgação)

“Simplesmente deixou o HRCM, assim como os pacientes em tratamento médico de urgência e emergência, sem se importar com eventuais desventuras ou intempéries médicas que viessem a ocorrer, afrontando diretamente seu dever moral de aguardar seu substituto legal, conforme escala de médico plantonista”, explica Maurício Gomes. 

O promotor pede que seja assinado um termo de ajuste de conduta e que a Secretaria de Saúde do Estado tome medidas administrativas com relação ao caso. O MP quer ainda a condenação por improbidade administrativa de Cesar Rabelo.